Hotinhas
quinta-feira , 10 de setembro de 2020
EM MEIO A PANDEMIA DA COVID-19 AUMENTAM AS DENÚNCIAS SOBRE PREÇOS NO PROCON BM

A alta no preço dos alimentos e dos produtos que fazem parte da lista de consumo da maioria dos cidadãos, como arroz, feijão, óleo e carne, estão na mira da fiscalização do Procon de Barra Mansa. Isto porque, durante o período de pandemia o órgão tem recebido denúncias sobre possíveis cobranças abusivas.

De acordo com a gerente do Procon-BM, Natália Sousa, sistematicamente são verificados os custos dos itens que compõem a cesta básica, além de outras mercadorias. No entanto, com a pandemia, a rotina do órgão foi afetada. “Nossa última coleta de dados foi feita em feita em março, devido à quarentena. Assim, o Procon focou seus trabalhos no atendimento às denúncias e emergências. Normalizamos as atividades no fim de junho diante de um cenário de muitas denúncias por dia e agora estamos retomando a coleta e o comparativo de preços entre os mercados”, destacou.

Natália Sousa disse que a alta nos preços tem sido sentida em várias partes do país. “Nos últimos meses, os cidadãos viram a quantidade de alimentos diminuírem no carrinho de compras. Isso porque devido à pandemia do coronavírus, as mercadorias que compõem a cesta básica de alimentos tiveram aumento de preços. Em alguns estabelecimentos o quilo do feijão preto bateu a casa dos R$10,00 e o óleo de soja, chegou a R$ 6,99”.

Outros fatores, são apontados pela gerente do Procon para a alta dos preços. "A desvalorização do Real acaba chamando a atenção de outros países para a produção brasileira,  provocando o desabastecimento do mercado interno e a elevação dos custos dos alimentos. A variação climática também influencia sobre os preços. O leite e seus derivados ficam mais caros em função das condições de pastagem e a escassez das chuvas. São diversos fatores que influenciam a alta dos preços. É preciso analisar que os atacadistas também recebem essas mercadorias com os preços elevados. E com o distanciamento social, necessário para conter os avanços da Covid-19, as pessoas do grupo de risco, assim como alguns profissionais, como educadores e os próprios alunos estão em casa. Isso significa que as pessoas estão consumindo mais. O fato é que a pandemia mudou a rotina de todos”.

COMO DENUNCIAR – As denúncias sobre cobranças abusivas podem ser feitas pelo telefone (24) 2106-3420 ou diretamente na sede do Procon-BM, localizado na área externa da Prefeitura de Barra Mansa, à Rua Luis Ponce, 263, Centro. Os consumidores ao se encaminharem até o órgão precisam usar máscara de proteção facial.

Outra opção é realizar a denúncia através do facebook do órgão. Para isso, basta acessar https://facebook.com/proconbm/

Fotos: Procon/Felipe Vieira

 

 
ACESSE
 
Home
Fábio Soares
Clicks Vip
Hotinhas
Redes Sociais
Contato
CONTRATE
 
Notas Sociais
Anúncio
Promoções no Site
Cobertura Social
Vitrine VIP
FALE COM O FÁBIO
 
Dúvidas
Sugestões
Mensagens
Fábio Soares 2020 - Todos os direitos reservados.